Orlando City Versus LA Galaxy.


DSC_0887O Orlando City goleou nesse domingo o atual campeão da Major League Soccer (MLS), LA Galaxy, por 4 a 0 frente a 40.122 torcedores no estádio Orlando Citrus Bowl.

Foi a maior goleada de um time estreante sobre o atual campeão na história da MLS. Os Lions ainda quebraram mais um recorde de público para um time debutante na liga, aumentando para 37.446 a média de pagantes nos primeiros seis jogos em casa, em eventos promovidos apenas pela Major League Soccer.

A vitória sobre o LA Galaxy foi também a estreia do goleiro Tally Hall pelos Lions. Hall vinha sendo convocado constantemente para a seleção dos Estados Unidos, até sofrer uma lesão no joelho no ano passado, jogando pelo Houston Dynamo.

“Estou muito feliz por todos ligados ao clube, especialmente os torcedores, que têm sido incríveis”, disse o técnico Adrian Heath. Estou satisfeito pelos jogadores, porque eles têm trabalhado muito duro. Em geral, esse é um grande dia para todos. O mais importante para nós é continuar fazendo o que é certo. Nós falamos durante toda a semana sobre tentarmos jogar mais agressivamente.”

E foi assim que o Orlando City saiu na frente, em uma jogada que envolveu quatro jogadores e a combinação de seis passes no campo do adversário. Partiu de Kaká, que recebeu de volta de Eric Avila, e lançou o lateral-direito Rafael Ramos. Ramos cruzou na cabeça de Brek Shea, que escorou na medida para Avila, de apenas 1,73m de altura, marcar de cabeça, abrindo o placar para o Orlando City aos 11 minutos do primeiro tempo.

Ainda na etapa inicial, Kaká deixaria o lateral do Galaxy, DeLaGarza, no chão, depois de receber lançamento de Cyle Larin. O meia brasileiro, então, botou o atacante canadense na cara do gol. Larin aumentou para 2 a 0 a vantagem do Orlando City, aos 33 minutos. Foi o quarto gol de Cyle Larin, de 20 anos, em apenas oito partidas como jogador profissional. O lance marcou também a segunda assistência (passe para gol) de Kaká na MLS.

Aos dez minutos do segundo tempo, Kaká também marcaria o dele, mantendo-se na artilharia dos Lions, na temporada de estreia dele e do clube na principal liga de futebol da América do Norte.

O colombiano Cristian Higuita roubou uma bola no círculo central e passou para Kaká dentro da área. O goleiro Jaime Penedo saiu nas pernas do meia brasileiro, que caiu. O árbitro Jair Marrufo deu pênalti. Kaká bateu no canto direito e ampliou para quatro o número de gols dele pelo Orlando City em 11 jogos.

Kaká e Larin são, portanto, os artilheiros dos Lions na temporada com quatro gols cada um.

Capitão do time, Kaká homenageou o meia Kevin Molino na comemoração, mostrando para a torcida a camisa número 18. Molino está fora da atual temporada da MLS por causa de uma lesão no joelho direito.

“Para nós, foi um excelente jogo. Hoje é um dia realmente para celebrar”, disse Kaká. “A vitória em casa chegou relativamente tarde, mas a gente pode dizer que as coisas acontecem no momento certo. A gente ganha do atual campeão da liga por 4 a 0, num jogo convincente, muitos gols, torcida presente. O torcedor precisava de um jogo como esse. Uma partida para celebrar e tomar de exemplo para os próximos jogos.”

Dois minutos depois do gol de Kaká, o volante salvadorenho Darwin Cerén tentou um chute de longa distância, da intermediária do campo de ataque. A bola explodiu no travessão do Galaxy. Mas, aos 27 do segundo tempo, a bola se apresentaria novamente para ele na mesma posição. Dessa vez, Cerén bateu rasteiro. A bola desviou no zagueiro do Galaxy, Tommy Meyer, e enganou o goleiro Penedo. 4 a 0 Orlando City.

Orlando City SC 4×0 LA Galaxy

Gols:

ORL – Eric Avila (assistência – Brek Shea) 11’

ORL – Cyle Larin (assistência – Kaká) 33’

ORL – Kaká (Penalty) 10’

ORL – Darwin Cerén 27’ – 2˚ tempo

Cartões:

ORL – Kaká (amarelo) 10’

LA – Jaime Penedo (amarelo) 13’ – 2˚ tempo

LA – Mika Vayrynen (Yellow Card) 19’ – 2˚ tempo

Escalações:

Orlando City SC – Tally Hall; Rafael Ramos, Sean St. Ledger, Seb Hines e Luke Boden; Darwin Cerén, Cristian Higuita (Amobi Okugo 27’ – 2 tempo), Eric Avila, Kaká e Brek Shea (Martin Paterson 31’ – 2˚ tempo); Cyle Larin (Carlos Rivas 31’ – 2˚ tempo)

Técnico: Adrian Heath

LA Galaxy – Jaime Penedo; DelaGarza, Tom Meyer, Leonardo e Baggio Husidic; Ishizaki, Juninho, Mika Vayrynen (Sebastian Lletget 27’ 2˚ tempo) e Gyasi Zardes; Ignacio Maganto (Jose Villareal 22’ 2˚ tempo) e Bradley Jamieson (Alan Gordon – intervalo)

Técnico: Bruce Arena

Público: 40.122

Estatísticas

Chutes a gol:

ORL: 11

LAG: 10

Escanteios:

ORL: 8

LAG: 4

Impedimentos:

ORL: 2

LAG: 0

Faltas:

ORL: 9

LAG: 10

Defesas:

ORL: 1

LAG: 3