Ao Mestre Com Carinho por Ivanna Fabiani


Ao Mestre, com carinho…
        “Uma voz que se calou, mas que continuara ecoando pela sua marca impressa, através do seu trabalho, sua dedicação e seu amor pelo jornalismo investigativo e altamente profissional que fez escola para todos nós. Uma grande perda para a comunicação social do nosso país. É com profundo pesar que a Associação Paulista de Imprensa – A.P.I, através da sua diretoria comunica o falecimento do nosso eterno Vice-Presidente Goulart de Andrade, na manhã desta terça-feira (23/08/2016).” 

         A nota produzida por Sergio de Azevedo Redó, Presidente da A.P.I- Associação Paulista de Imprensa e amigo pessoal de Goulart de Andrade, retratando os profundos sentimentos pela perda de um dos gênios mais ousados da TV, que inconformado, catártico e de olhos marejados com a noticia que recebera, demorou para despacha-la mais tempo do que o usual. Enquanto isso, comunicavam, que Luis Felipe Goulart de Andrade iria se despedir de parentes e amigos no Atrio Monumental da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo e seu féretro levado em caminhão de bombeiros, tal qual herói nacional, seria acompanhado e reverenciado até o Crematório da Vila Alpina à Partir das 11:45, do dia 24 de agosto de 2016 . 

        O apresentador e jornalista carioca que aos 83 anos ainda mantinha-se ativo, faleceu depois de um agravamento de doença pulmonar obstrutiva crônica que acabou trazendo problemas cardiorespiratórios severos culminando em sua morte. Deixou sua esposa Margarete, três filhos, três netos e uma bisneta. 

       Mesmo com quase um século vivido, não era esperada essa sua rápida saída do planeta, disse do Planeta, mas não da memória da TV. A idade não lhe era aparente, nem pelos fios de cabelo branco que já tomavam conta da sua aparência. O ar de menino carioca, nascido no mesmo ano que a A.P.I, à qual lhe cabia e muito bem, a cadeira de Vice-Presidente, permaneceu implícita em seu rosto, estampado, ate este seu último 23 de agosto. 

       Seria pelo impacto e adrenalina que suas matérias causavam na vida de todos, que o gosto pela vida o tornava imune à qualquer coisa? Que lhe premiou com longa vida útil? Quem se lembra da filmagem da sua própria ponte de safena, ou do primeiro parto que foi televisionado: o da sua própria filha. Ou ainda os implantes de silicone dos Travestis? Quem irá esquecer algum dia seu eterno bordão do comandante “Vem Comigo”, aguardado, não somente pelos insones telespectadores das madrugadas da Tv Gazeta. Ao iniciar seu programa, inundavam-se as Tvs das casas de São Paulo, com suas reportagens de roteiro límpido , didáticas e bem amarradas. Acolhiam detalhes que laçavam mais e mais telespectadores, trucidando o numero do Ibope de qualquer outro programa televisivo. A reportagem do ET de Varginha é um exemplo, que impressionou e edificou gerações desde 1994 na ciência ufológica.

Desde seu inicio na antiga TV Rio no Programa Preto no Branco em 1955, à produção de programas em praticamente todas as emissoras brasileiras, vale citar alguns como o “Brasil63” apresentado por Bibi ferreira na Tv Excelsior,”Fantastico” , “Globo Reporter” e “ Plantão da Madrugada” na Rede Globo.

        Bastava terminar um contrato que logo outro melhor aparecia para carregar seu programa para a emissora vizinha. Como exemplo, no ano de 1982 seu contrato com a Rede Globo terminou, e foi logo em seguida convidado a apresentar o “Comando da Madrugada”, no SBT. 

       Sua produtora independente, a Produtora Goulart de Andrade criou tantas pérolas como a “23º Hora” para a TV Gazeta, “Eu sou repórter” para o SBT e a primeira fase do “Repórter Record” de 1995 a 2001, que passaria a ser produzido pela própria emissora.

        Em 2008, foi o tempo da “Record News” que fixou-se em apostar um novo formato o “Programa Goulart de Andrade”, que documentaria regiões e situações, além de entrevistar pessoas influentes, dar dicas gastronômicas e de enologia. E como todo bom filho à casa retorna, Paulo Nicolau, Diretor de Jornalismo do SBT, convida-o em 2009 para integrar a equipe de jornalismo da casa, sempre com seu merecido destaque.

Goulart comandou madrugadas e noites à fio, o nome dos seus programas podiam mudar de emissora e de nome, mas ele nunca mudou sua voz, sua essência e seu senso atrevido, prático e ético. Um professor nato sem ter nunca dado aula, um professor com todas as letras: Cada programa uma aula para ser debatida e analisada por alunos e docentes. 

Como tudo o que fazia se transformava na própria televisão, em 2012 a TV Gazeta estreiou o programa “Vem Comigo”, que reexibe antigas matérias com a atualização feita pelos alunos de jornalismo da Cásper Libero.

Goulart de Andrade não era apenas jornalista e repórter, nem tão somente produtor e criativo. Trazia na alma a dramaturgia, prova disso é que em 2014 aventurou-se no papel de Oswaldo na minissérie “Os Experientes” , para relembrar os tempos em que filmou “A marcha” de Osvaldo Sampaio em 1972 e “A próxima Vitima” de Lauro Cesar Muniz e João Batista de Andrade de 1983, protagonizando ele mesmo.

Goulart de Andrade foi dessas almas pioneiras e ousadas de um Brasil cheio de graças e único exemplar, que jamais, jamais mesmo, perdoem-me os leigos e simplistas, digam que ele será facilmente substituído porque não será.

Descanse em paz, sentiremos sua falta e sede de inovação.

Ivanna Fabiani – Diretora de Midias A.P.I. – Jornalista – MTB 0077450/SP

Leave a Reply

Please log in using one of these methods to post your comment:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s